Site da rede
Artistasgauchos.com.br
artistasgauchos.com.br

Poesia Infantil

CHAMO-TE MÃE

Chamo-te, Mãe.
Minha voz é a de um homem
acostumado a lutar.

Chamo-te, Mãe
não tenho medo do escuro
não sinto dor de barriga.

Chamo-te, Mãe
que ainda pregues um botão
e eu possa vestir meus sonhos.

Chamo-te, Mãe
só tu me escutas entre teus seios
e então ouço tuas cantigas de ninar.

Chamo-te, Mãe
e minha voz é a de um homem
que precisa te escutar.

Chamo-te, Mãe
e quando me respondes, filho
acordo menino para novas manhãs

Dilan Camargo
07/05/2012

 

 

Todos os direitos reservados a Dilan Camargo

Livros

Trabalhos

Mais uma vez o BrincRIar
foi selecionado para o PNBE!



mais livros